A MINHA EXPERIÊNCIA COMO DIRETORA DA ESCOLA “DE JESÚS”

Falar da minha experiência como diretora é falar de um lugar que me abriu portas há muitos anos: a Instituição Educativa "De Jesús". Esta comunidade, localizada na cidade de Lima, está prestes a celebrar 102 anos de vida institucional em junho deste ano. Trabalho educativo da Congregação das Irmãs Missionárias Dominicanas do Rosário que visa educar crianças e jovens com uma visão humana cristã.Nosso país, como tantos outros, vive umRead More...

Ler mais

Mulheres que vivem com a natureza: “Hortas urbanas familiares em tempos de pandemia”

O meu nome é María Eras, casada, tenho três filhos. Para mim, participar nas hortas tem sido importante, conhecer a nossa terra, prepará-la, fertilizá-la, colocar a semente, depois cuidar dela para que possa colher, todo um processo, a natureza ensina-nos a praticar a virtude da paciência. Mas finalmente reavemos os nossos vegetais para a nossa família, para a comunidade. O contacto com a terra alimenta o nosso corpo e oRead More...

Ler mais

MINHA EXPERIÊNCIA

Sou Erlitha Trajan Conde, estudei a minha escola primária a viver no internato sepahua das Irmãs Missionárias Dominicanas do Rosário. Depois fui para a residência das irmãs em Lambayeque, onde estudei Administração de Negócios. Tanto em Sepahua como lambayeque tem sido uma experiência muito bonita e uma oportunidade para se preparar profissionalmente.Há alguns meses, as irmãs deram-me a oportunidade de acompanhar os adolescentes do internato Sepahua, aceitei e assumi estaRead More...

Ler mais

Queridas irmãs

Pediram-me que escrevesse algumas frases sobre a minha experiência na comunidade Quinindé-Equador e como gosto de partilhar, eu faço.Cheguei a Quinindé a 16 de setembro de 2020, depois de ter ficado confinada a Quito por mais seis meses.Vim à procura de um maior compromisso com os rostos empobrecidos do Equador e aqui no bairro de Nuevos Horizontes encontrei-os na população afro-equatoriana. Com eles estou a caminhar, a partir de pequenasRead More...

Ler mais

EXPERIENCIA DO NOVICIADO DO ANO CANONICO

« Já não sou eu que vivo é Cristo que vive em mim » (Gl2,20)« O noviciado é uma etapa fundamental no processo de formação para vida consagrada. Que tem como objectivo aprofundar os valores especificos da vida religiosa, vida da oração, como resposta ao chamamento de Cristo encarnado na historia da humanidade ».Somos as noviças do primeiro ano, estamos a gostar da nova experiencia do noviciado que estamos a fazer desde o primeiroRead More...

Ler mais

COMUNIDADE DO NOVICIADO-AFRICANO

Experiência do noviciado - 2º ano“O Senhor é a minha luz e Salvação, a quem e de temer (Sal. 27)”.Com isso queremos dizer que o Senhor e a fonte de Tudo e, por isso, depositamos toda a nossa confiança Nele em todo momento da nossa vida e caminhada vocacional.Queridas Irmãs,Nós as noviças do 2º ano, estamos contentes por partilhar com as irmãs da congregação a nossa experiência de dois mesesRead More...

Ler mais

TRADIÇÃO VIVA MOJEÑA: TEMPLO ABENÇOA NOVA PORTA MISSIONÁRIA E ESTUDO ATUAL SOBRE “MÃES ABRASIVAS”

https://youtu.be/V_XTL-k5CJkSan Ignacio de Mojos (Beni), 2 de maio (ANF) -- A atmosfera da população beniana de San Ignacio de Mojos é continuamente impregnada com a espiritualidade e religiosidade do que foram as reduções jesuítas de Mojos, mas ao contrário de várias delas, após a expulsão dos jesuítas da América, em Mojos as tradições cultivadas pelos indígenas e missionários foram mantidas vivas; Prova disso é que hoje no templo missionário foiRead More...

Ler mais

MARIA, A MULHER QUE DISSE NÃO

“Ao sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um homem chamado José, da casa de David; e o nome da virgem era Maria.Ao entrar em casa dela, o anjo disse-lhe: “Salve, ó cheia de graça, o Senhor está contigo.” Ao ouvir estas palavras, ela perturbou-se e inquiria de si própria o que significava tal saudação. Disse-lheRead More...

Ler mais

A MINHA EXPERIÊNCIA NO MOSAIKO JUNTO DAS COMUNIDADES

Faz algum tempo que a irmã Maria Fernanda lançou o apelo convidando-nos a escrever alguma coisa a ser partilhada na nossa página MDR. O difícil é sentar e organizar as ideias do que pretendemos partilhar com as irmãs devido ao “excesso” de compromissos. Entretanto animei-me a escrever este pequeno artigo para falar um pouco da minha experiência com as comunidades e grupos desde o trabalho com o Mosaiko. Para aquelas irmãs queRead More...

Ler mais

MISSÃO ADGENTES

No dia 8 de Fevereiro do corrente ano, parti em missão para a comunidade do Nzagi, na província da Lunda – Norte a pedido do conselho provincial para acompanhar as duas juniores, devido a ausência da coordenadora por motivos de saúde.Afinal, onde fica a comunidade do Nzagi?O Nzagi localiza-se a 80 km da cidade do Dundo, capital da província da Lunda – Norte, no leste da República de Angola. AquiRead More...

Ler mais

CUIDADO … PARA VENDER A HERANÇA … Jean de La Fontaine

Nesta fábula, um agricultor rico, consciente de que está a aproximar-se do fim da sua vida, liga para os filhos e fala com eles nos seguintes termos: "Prestem atenção, vendam a herança que os nossos pais nos deixaram." Desde que se tornou agricultor, o que herdou dos pais e proíbe os seus filhos é vender a terra. E se se tornou um agricultor rico, era para o trabalho.Mas muito antesRead More...

Ler mais

A MINHA EXPERIÊNCIA NO CENTRO HOSPITALAR LISUNGI

Após férias em família e integração na comunidade do juniorato, iniciei a minha experiência missionária no Centro Hospitalar Lisungi. Achei um pouco estranho trabalhar entre estas pessoas com tanta experiência no campo da medicina. O que mais me preocupou foi qual seria a minha contribuição. O que posso contribuir para a missão que me foi confiada? A propósito, senti-me muito pequena comparado com o trabalho que deveria estar a fazer.NoRead More...

Ler mais

Centenário do Mons. Ramon Zubieta y Les. O.P.

Fundadores

Madre Ascensión Nicol Goñi  

Uma mulher que deixa sua terra e seu porto seguro

“Não senti grande entusiasmo … apenas uma força irresistível me levou a me oferecer …”
Ascensión Nicol tinha 45 anos quando recebeu o desafio missionário proposto por Monsenhor Zubieta para ir para as missões na selva peruana e, assim, poder contribuir com seus dons e vasta experiência em favor da educação e treinamento das mulheres e meninas da selva. O contexto que enfrentaria seria totalmente diferente da escola Huesca, no entanto, sua profunda fidelidade, seu espírito inquieto e atento ao que Deus queria dela a levou a oferecer sua vida à causa do Reino.

Monseñor Ramón Zubieta

Missionário nas Filipinas


“Ai de mim, se não evangelizar”
Ramón Zubieta, ansioso por pregar, vive sua primeira experiência missionária nas Filipinas, é um missionário aberto, une fé e promoção humana, quer sentir e conhecer a cultura das comunidades que encontra, aprender suas línguas e costumes, dedicar um longo tempo a conversar com eles, promove a promoção da saúde, a educação e a melhoria no cultivo. Produto do movimento de independência que vivia na região é feito prisioneiro, juntamente com outros companheiros que sofrem fome, tortura e finalmente é libertado.

“A alma que se oferece como vítima, é como se dissesse a Deus: Aqui você me tem para cumprir sua vontade, aqui estou para sofrer, para amar, para me sacrificar, ficar em silêncio, não desejar nenhuma coisa além de Ti.”

Madre Ascensión Nicol Goñi